Escolha uma Página
“Que a verdade venha para os dois lados”, diz general
General Torres de Mello: “Salvamos a democracia” (Foto:EDIMAR SOARES)
Hébely Rebouças
Se a ditadura militar deixou vítimas, a luta armada dos que combatiam o regime, também. É com esse argumento que o general reformado Torres de Melo defende que a Comissão da Verdade também aponte as investigações para os ex-guerrilheiros, atribuindo responsabilidades. “Se jogar bomba não é tortura, não sei o que é. Que a verdade dos fatos venha para os dois lados”, opinou, em referência ao atentado que matou um militar e um jornalista no Aeroporto dos Guararapes, em Pernambuco.
Embora questione a legitimidade da Comissão, Torres de Melo diz aceitá-la. “Não tememos a verdade, mas a mentira. Eles (guerrilheiros) defendiam uma ditadura marxista, nós salvamos a democracia”, aponta. 
Skip to content