Escolha uma Página
Exército vai apurar confronto na Vila Cruzeiro, ocupada há dez meses
Menina de apenas 7 anos foi atingida por estilhaços de bala de fuzil
Depois de uma menina de 7 anos ser atingida por estilhaços de um tiro de fuzil na Vila Cruzeiro, na Penha (Zona Norte), enquanto seguia para a escola, militares vão instaurar inquérito para apurar suposto confronto entre agentes e traficantes.
Segundo informações da polícia, a troca de tiros começou quando as equipes faziam um patrulhamento na Rua 9 e foram surpreendidos por homens armados. O local é o mesmo onde imagens do Serviço Reservado do Exército flagraram um grupo de traficantes de drogas.
Ainda segundo informações de militares, a criança foi atingida durante uma perseguição a um homem. O local onde a criança foi ferida vai passar por perícia a pedido do Exército. O bandido teria atirado uma vez e os soldados revidaram com um único tiro de fuzil.
Depois de medicada no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, a menina foi medicada e liberada.
Skip to content