Escolha uma Página

Seis são denunciados por sexo em quartel, em Santa Maria
Foi entregue na tarde desta terça-feira, à 3ª Auditoria da Circunscrição Judiciária Militar em Santa Maria, a denúncia do caso de sexo no Parque Regional de Manutenção, em 17 de maio deste ano. Na ocasião, quatro militares da unidade do Exército teriam feito sexo com um soldado de 19 anos.
O jovem afirmou, à época, ter sido estuprado. O teor da denúncia não foi divulgado, porém, sabe-se que são seis acusados. O sexto acusado, conforme o promotor Jorge Cesar de Assis, da Procuradoria de Justiça Militar de Santa Maria, trata-se de um sentinela que estava de plantão no dia do crime e nada teria feito para evitar o ato na unidade militar.

Leia também:
SOLDADO TERIA SIDO ABUSADO POR QUATRO MILITARES DENTRO DE QUARTEL NO RS

Assis não informou a qual crime que os militares responderão, porém, em entrevista concedida no último dia 1ºao jornal Diário de Santa Maria, afirmou que a denúncia seria concluída por atentado violento ao pudor – com o soldado como vítima – ou por pederastia, quando há sexo consentido.
Lauro Bastos, advogado do soldado que se diz vítima de estupro, reclamou das restrições impostas pelo Exército para o acompanhamento do Inquérito Policial Militar (IPM). Bastos reafirma que seu cliente foi vítima.
DIÁRIO DE SANTA MARIA

Skip to content