Escolha uma Página

Decisões burocráticas irrelevantes da última reunião do Alto Comando do Exército viram piada

Jorge Serrão


Vira motivo de ironia o resumo da última reunião do Alto Comando do Exército, ocorrida durante os dias 28 a 30 de junho. Enquanto a Força Terrestre vive momentos de sucateamento, com promessas de que tudo estará a mil maravilhas, no futuro, com a Estratégia Nacional de Defesa, os 15 Generais de quatro estrelas gastaram o precioso tempo em reunião para definir mudanças burocráticas no fardamento dos militares.
A ata oficial da 275º RACE, publicada em 9 de julho, é mesmo hilária, pois seus assuntos poderiam ser resolvidos em simples despacho do Comandante do Exército, General Enzo Peri. Os temas decididos são irrelevantes para justificar a reunião. Nada de debater propostas salariais viáveis para serem apresentadas ao Governo, ou uma paliativa mudança na política de promoções e movimentações, para compensar a ausência de reajustes.
Algumas decisões importantes da reunião: liberação do uso do guarda-chuva. (falta ainda definir a cor e a partir de quantos milímetros o guarda-chuva vai poder ser aberto). Extinção da continência da praça parada para oficial-general e comandante de OM. Camiseta verde substituindo a camuflada e a branca. Uso de capacetes brancos para motociclista fardados. Volta do desconfortável coturno de couro preto (torturantes em marchas de longa distância). Redução dos números de bolsos do uniforme camuflado. E por aí vai…
Como bem ironizou um oficial, por e-mail, só faltou definir o uso de papel higiênico verde oliva, exclusivo para Generais…
Skip to content