Escolha uma Página
Exército nega transporte de helicóptero a onça fujona
Onça aguarda resolução do impasse para retornar a natureza
Foto: Deurico/Arquivo Capital News
CAMPO GRANDE – O Exército Brasileiro negou transporte à onça que ficou conhecida após fugir duas vezes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras). O Exército alega que as aeronaves existentes estão em operação e a única que está no pátio só sai do local para atender a emergências.
Após negativa, o coordenador do Cras se reunirá com a secretaria de Meio Ambiente para decidir se o animal será transferido por meio de outro transporte ou por via terrestre. O local onde a onça será solta não será divulgado para evitar problemas com proprietários rurais que não querem o animal no local. A onça ficou isolada após ser capturada pela segunda vez e não recebeu visita, para evitar o contato com o homem. A “onça fujona” recebeu um rádio-colar e será monitorada pelo Cras, por meio do Centro Nacional de Pesquisa em Grandes Predadores.
A onça fugiu pela primeira vez no dia 29 de outubro de 2010, sendo recapturada dois meses depois por meio de armadilhas colocadas dentro do Parque Estadual do Prosa. Entretanto, após dois dias na jaula, a onça conseguiu fugir novamente, sendo recapturada somente no dia 14 de fevereiro deste ano.
CAPITAL NEWS
Skip to content