Escolha uma Página
Morador da Vila Cruzeiro perde o olho após ser ferido por bala de borracha em confusão com militares do Exército
Imagens feitas com um celular mostram discussão, correria e tiros
Um jovem morador da Vila Cruzeiro, na zona norte do Rio, perdeu um dos olhos após ter sido atingido por uma bala de borracha durante uma confusão no domingo (24) entre militares da Força de Pacificação e pessoas que participavam de um churrasco.
Vanderlan dos Santos da Silva, de 22 anos, foi socorrido pelos próprios militares e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, ele foi submetido a uma cirurgia para a retirada do globo ocular assim que deu entrada no hospital e teve alta nesta quarta-feira (27).
Segundo relato de testemunhas, adultos e crianças participavam de um churrasco promovido para a inauguração de um bar na noite de domingo quando houve o incidente. Uma cozinheira que participava da festa conta que militares que estavam em um jipe pararam no local dizendo que tinham a informação de que havia suspeitos na festa. Um dos homens disse que os militares poderiam descer e revistá-los porque ninguém devia nada.
– Foi então que eles desceram e um dos rapazes disse que era trabalhador e pediu para que pelo menos eles dessem boa noite antes de fazer a revista.
Imagens feitas por um celular mostram uma discussão entre os moradores e os militares. Logo depois começa uma correria e é possível ouvir os disparos das balas de borracha.
A Força de Pacificação informou que está investigando o caso. Na versão do Exército, os militares foram agredidos pelos moradores.
Desde o início da ocupação, há quase oito meses, cerca de cem militares foram afastados do trabalho no Alemão e na Penha, por desvios de conduta, conforme revelou o general Adriano Pereira Júnior, comandante militar do leste e responsável pela Força de Pacificação, em entrevista exclusiva ao R7.
Assista ao vídeo:
Skip to content