Escolha uma Página

Mais de 700 mil armas em Fóruns vão para o Exército

Com mais de 700 mil armas sob tutela da Justiça, os Fóruns do País se transformaram em verdadeiros arsenais que, desprotegidos, ameaçam a segurança da população. Para amenizar o problema, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e os Ministérios da Justiça e da Defesa assinam nesta semana um convênio para que a maior parte seja encaminhada a quartéis do Exército para a destruição.
Atualmente, todas as armas apreendidas pela polícia ficam sob custódia da Justiça, armazenadas em Fóruns, para que sejam apresentadas durante o processo. Elas servem, por exemplo, para esclarecimento dos fatos em um julgamento. Até mesmo armas cujas ações já se encerraram permanecem nesses locais, por falhas na logística, que impedem que sejam destinadas à destruição.
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), por exemplo, tem sob sua guarda aproximadamente 50 mil armas e 60 mil unidades de munição variada, segundo levantamento feito pelo CNJ em dezembro. Entre os Estados listados pelo Conselho, em um ranking preparado em dezembro do ano passado, também chama a atenção o Rio. O TJ fluminense lidera o ranking nacional, com mais de 500 mil armas recolhidas em Fóruns. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
AGÊNCIA ESTADO
Leia também:

NO RJ, MIL ARMAS SÃO ENTREGUES AO EXÉRCITO PARA DESTRUIÇÃO

Skip to content