Escolha uma Página
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse na manhã desta sexta-feira –durante cerimônia de inauguração de um centro judiciário no Complexo do Alemão
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse na manhã desta sexta-feira –durante cerimônia de inauguração de um centro judiciário no Complexo do Alemão, zona norte do Rio– que o Exército ficará na região até a implantação de uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).
No final do ano passado, o governo do Estado fez um acordo com o Ministério da Defesa para que as Forças Armadas permanecessem na região até outubro deste ano.
“Não é um entendimento temporal. É um entendimento de que o Exército sairá no momento que tiver a substituição pela UPP. Se a UPP tiver pronta nessa época nós sairemos. Caso contrário, nós vamos sair no momento adequado, ou seja, uma coisa é certa — nós não sairemos daqui enquanto não tiver a substituição simultânea e paralela com a força pública estadual”, afirmou Jobim.
Os complexos do Alemão e da Penha, ambos na zona norte da capital, estão ocupados pelo Exército desde novembro do ano passado. A operação ocorreu após uma série de atentados ocorridos na cidade, que resultaram em mais de cem veículos queimados.
Para as autoridades, os ataques criminosos foram uma retaliação dos traficantes contra a instalação das UPPs nos morros e favelas.
FOLHA.COM
Skip to content