Escolha uma Página
Esquema de segurança dos Jogos Militares só será desmontado após delegações deixarem o Rio
Nielmar de Oliveira
As Forças Armadas vão manter o esquema de segurança para os Jogos Mundiais Militares até quatro dias após o término do evento, marcado para domingo (24), disse à Agência Brasil o major Mário Minoru, chefe da segurança dos Jogos. Ele explicou que isso é necessário por que muitas delegações estrangeiras levarão até quatro dias para deixar a cidade.
O major destacou que até o momento nada de grave foi registrado, mas admitiu que foram anotados alguns contratempos no trânsito, segundo ele, “comuns às grandes cidades” em razão, principalmente, do grande número de veículos.
“Temos procurado facilitar os deslocamentos sem causar grandes transtornos ao trânsito da cidade e, por conseguinte, à população do Rio de Janeiro. Estamos trabalhamos de forma integrada com o Centro de Operações da prefeitura de modo a facilitar os deslocamentos a partir das informações das câmeras de vigilância instaladas por toda a cidade”.
O major negou que os batedores que acompanham às delegações estejam agindo com truculência, apesar de admitir que o comando recebeu algumas reclamações. “Nós acompanhamos todos os deslocamentos e estamos sempre averiguando as reclamações que nos chegam. Mas houve todo um treinamento para atender bem a população e agir com cautela, de modo a garantir não só a segurança dos comboios, mas também da população”.
Minoru explicou que, na maioria dos casos, o que ocorre é que “o batedor tem pressa em abrir caminho para as delegações e, às vezes, há dificuldades de comunicação entre esses batedores e os motoristas. Mas, a orientação que nós temos dado é no sentido de que haja segurança e cordialidade no trato com qualquer cidadão”.
JB ONLINE
Skip to content