Escolha uma Página
As Forças Armadas participarão no combate ao desmatamento ilegal em Mato Grosso, na etapa do bloqueio da comercialização de madeiras exploradas ilegalmente no Estado. A informação é do superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Ramiro Martins Costa. Desde hoje, o órgão monta estratégia de atuação.
A região mais crítica situa-se na região médio norte próximo ao município de Sinop. Até ontem, o Deter – sistema de detecção de desmatamento em tempo real usado pelo INPE – apontou 120 polígonos de grandes desmatamentos.
Além das 16 áreas embargadas pela Secretaria de Estado do meio Ambiente (Sema), o Ibama embargou mais 50, totalizando 19.455,24 hectares. Até às 18 horas de hoje, somente na região de Sinop, o Ibama havia embargado uma serraria, apreendido um barco, sete caminhões, oito motosserras, 40 máquinas pesadas (esteiras, tratores de grande porte, colheitadeiras) e 3.020,07 metros cúbicos de madeiras em tora.
Dois helicópteros e um avião bimotor estão sobrevoando a região entre as 6 horas e 18 horas durante toda a semana. O avião é equipado com monitoramento por agentes especializados em georeferenciamento.
UOL
Skip to content