Escolha uma Página
Aluno é preso ao fingir ser tenente para cursar medicina na Uespi
Ele foi preso quando assistia aula. É acusado de falsificar a assinatura do comandante do 2º BEC. Reitor denunciou.
Leilane Nunes – 

Carlos Lustosa Filho/CidadeVerde.com

Um jovem maranhense de 25 anos, Klepen Jansen de Almeida, foi preso por volta das 8h30 da manhã desta terça (03) quando assistia aula na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual do Piauí.

Ele é acusado de falsificar documentos, fazendo-se passar por tenente do Exército para conseguir ingressar no curso de Medicina. O estudante foi preso por policiais da Rone, após denúncia do reitor da Uespi.
Segundo apurou a instituição, ele teria falsificado os documentos da Universidade Estadual de Pernambuco e a assinatura do comandante do 2º Batalhão de Engenharia e Construção em Teresina.
O reitor da Uespi, Carlos Alberto Pereira, explica que a falsificação foi descoberta por conta de trabalhos que a instituição está realizando para identificar alunos que estão cometendo fraudes contra a universidade.
“Encontramos a falsificação de documentação da universidade pública e da transferência ex-ofício. Fizemos uma visita ao 2º BEC ontem e o comandante identificou como sendo falsa a assinatura. Ele nunca foi aluno da Universidade Estadual de Pernambuco, sequer passou por vestibular”, destaca o reitor.
Ele explica ainda que serão enviados os documentos para a Universidade de Pernambuco e para o Exército para que tomem providências e realizem processos administrativos.
A pró-reitora adjunta de Ensino, Cleide Arraes, diz que já foram identificados outros 4 alunos acusados de falsificar a entrada na instituição.
“Foram dois casos em Medicina, um em Fisioterapia e um em Engenharia Civil. Eles solicitaram a reintegração de curso, sem terem passado pelo vestibular”, declarou a pró-reitora.
Ela informa ainda que a universidade está em processo de checagem de informações para evitar as fraudes.
CIDADE VERDE
Skip to content