Escolha uma Página
O Projeto Soldado-Cidadão já qualificou social e profissionalmente cerca de 150 mil jovens que prestam o Serviço Militar. A ação do Ministério da Defesa prepara os participantes para ingresso no mercado de trabalho, por ocasião do licenciamento por término de tempo de serviço. O projeto foi lançado oficialmente pelo governo federal em 2004, passando a beneficiar as três Forças Armadas, com uma média anual de 20 mil jovens qualificados em todo o território nacional.
Os jovens incorporados às Forças Armadas apresentam um perfil educacional mediano, entre o final do ensino fundamental e o início do ensino médio. É necessário complementar a educação básica com cursos profissionalizantes de pequena e média duração. São priorizados aqueles com o perfil sócio-econômico mais carente ou em situação de risco social. Os soldados do Serviço Militar recebem no primeiro ano um salário mínimo.
Cursos 
São oferecidos cursos profissionalizantes ministrados por instituições de reconhecida competência nacional ou regional, com carga horária mínima de 160 horas, destinando 140 horas ao ensino profissionalizante, 16 horas de empreendedorismo e 4 horas de educação para a cidadania.
Os cursos são selecionados de acordo com a demanda do mercado de trabalho regional e a preferência do jovem que participa do projeto, priorizando-se as áreas de formação em Telecomunicações, Automobilística, Alimentícia, Construção Civil, Confecção, Eletricidade, Comércio, Transportes e Informática.
PANTANAL NEWS
Skip to content