Escolha uma Página
O Conselho Nacional de Justiça arquivou a ação na qual uma juíza era acusada de ter agido com preconceito ao condenar por deserção um militar homossexual assumido. O caso ganhou projeção quando o sargento do Exército Laci Araújo narrou a uma revista o relacionamento mantido com um colega de farda. Depois da matéria, ele passou passou uma semana sem se apresentar no quartel. Laci recorreu da decisão ao plenário do CNJ, mas perdeu.
DIÁRIO DE PERNAMBUCO
Skip to content