Escolha uma Página

Ministra francesa faz lobby com Dilma por caças Rafale


ANA FLOR

Recebida nesta terça-feira pela presidente Dilma Rousseff, a ministra de Relações Exteriores e Europeias da França, Michèle Alliot-Marie, afirmou que “é normal que [Dilma] queira refletir” sobre qual caça o Brasil deverá comprar.
Em sua agenda no Brasil, Alliot-Marie teve como prioridade reforçar a proposta francesa para a compra dos caças Rafale.
Sergio Lima/Folhapress
Ela entregou a Dilma uma carta do presidente francês Nicolas Sarkozy, em que reforça a “disposição” do país europeu em continuar cooperando com o Brasil nas áreas da defesa, tecnologia e energia nuclear.
Dilma abriu espaço na agenda à tarde para receber a ministra francesa. Para isso, acabou cancelando o encontro que teria com o senador dos EUA Max Baucus, presidente da Comissão de Finanças do Senado do país.
Entre os temas, estaria a defesa em favor dos caças americanos da Boeing, que competem com os franceses da Dassault e os Grippen, da Suécia, a renovação dos caças da FAB (Força Aérea Brasileira).
A ministra francesa se encontrou pela manhã com o ministro Nelson Jobim (Defesa). Ouviu dele que a presidente não deve definir a compra neste ano por causa dos cortes no Orçamento.
À tarde, em encontro com o ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores), a ministra voltou a defender os Rafale como a “melhor proposta” para o Brasil.
“Temos consciência de que a presidente acaba de tomar posse e nesse momento é normal que ela queira refletir sobre os diversos aspectos da venda e de que tenha preocupações orçamentárias”, afirmou.
FOLHA
Skip to content