Escolha uma Página
Esse aí é de grife. O basicão de meus tempos de terceiro sargento era à base de pão com mortadela, ovo cozido, banana e as indefectíveis mariolas.

O catanho é um tipo de refeição rápida, utilizada por militares do Exército em viagens de curta duração ou em missões rápidas. Consiste basicamente de um sanduíche de queijo ou mortadela, algum tipo de fruta, uma barra de chocolate e de suco, água ou refrigerante.

Todavia, o catanho em sua forma mais comum e rústica, consistia de farinha de mandioca torrada, pedaços de carne seca e uma fatia de goiabada, acondicionados em sacos de pano grosso, dispensando-se o uso de talheres, e devendo ser consumido juntamente com a água do cantil para aumentar a sensação de saciedade.
Durante a Campanha de Canudos, as tropas careciam de apoio de alimentação durante as longas jornadas de marcha, pois o Exército ainda não dispunha do sistema operacional de logística e muito menos de um eficiente serviço de aprovisionamento de campanha.
O Ten Cel Moreira César, Comandante da terceira expedição a Canudos, também conhecido como o corta-cabeças ou o treme-terra, incumbiu o segundo oficial mais antigo da expedição, o Ten Cel Pedro Nunes Tamarindo, Comandante do 9º Batalhão de Infantaria, de realizar estudos para suprir as tropas durante o longo deslocamento.
O Ten Cel Tamarindo, por sua vez, determinou a um militar de nome Catanho, não se sabe ao certo que posição hierárquica este militar ocupava, a missão de confeccionar um cardápio com os gêneros existentes no momento, principalmente farinha e carne seca, de forma que pudesse ser acondicionado em bornais e em seguida distribuída aos soldados.
A refeição agradou tanto o paladar dos soldados que estes resolveram batizá-la de catanho.
Wikipédia (colaboração: João Vicente Gomes Roden)
Skip to content