Escolha uma Página
Cassol defende aumento do efetivo das Forças Armadas nas faixas de fronteira
Na tarde desta quarta-feira, o senador Ivo Cassol recebeu em seu gabinete em Brasília o coronel Montenegro, diretor da Aspex (Assessoria Parlamentar do Exército) no Senado, visita agendada no sentido de estreitar os laços entre a Força e os parlamentares, em especial os senadores representantes de estados fronteiriços, como é o caso de Rondônia que possui 1470 quilômetros de fronteira com a Bolívia.
Cassol destacou que é muito importante a presença das Forças Armadas, do Exército em especial, para coibir o tráfico de drogas oriundas da Bolívia, Colômbia e Paraguai, e que encontram na vastidão das nossas fronteiras um corredor perfeito para que chegue aos centros consumidores do país. “Não adianta somente combater o tráfico nas cidades, tem que fechar a porta de entrada por onde a droga chega no país”, disse Cassol com a concordância do coronel.
O senador recebeu um relato dos planos do Exército para aumentar o efetivo, tanto de homens quanto de tecnologia, na região, e garantiu seu apoio pessoal para a liberação de recursos a fim de que a Força esteja presente em maior número nas regiões fronteiriças, coibindo a entrada de armas e entorpecentes e a saída de carros roubados do país. 
Exército prepara o SISFRON 
Segundo o coronel Montenegro, o Exército priorizou estar presente nas áreas de fronteira e para isso criou o SISFRON – Sistema de Fronteiras, um conjunto de medidas efetivas para que seja ampliada a presença na região. O Exército tem planos também de criar um batalhão no interior, possivelmente em Ji-Paraná ou Vilhena, com postos avançados em vários pontos ao longo dos rios Mamoré e Guaporé. Para isso estão sendo viabilizados recursos do Governo Federal que, juntamente com o aumento do efetivo, também prevê a implantação de radares fixos e móveis para a detecção de movimentos suspeitos nas áreas onde a incidência do tráfico é maior. “Estamos trabalhando para que o SISFRON seja uma realidade em breve na Amazônia, em especial no estado de Rondônia”, explicou o coronel.
Finalizando a visita, Cassol foi convidado – e aceitou – a fazer uma visita na próxima semana ao Comando do Exército, quando terá uma explicação detalhada de como o SISFRON será implantado e os detalhes das operações que o Exército pretende desencadear na Região Amazônica.
Skip to content