Escolha uma Página
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o Forte dos Andradas, no Guarujá (SP), na tarde de hoje, antecipando o fim de suas férias no local, previstas para terminarem apenas em 18 de janeiro. Ele chegou ao litoral paulista na tarde do último dia 3, acompanhado da mulher Marisa Letícia, filhos, noras e netos.
Nesses dez dias em que esteve hospedado na área militar da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, o ex-presidente não se pronunciou nenhuma vez, tampouco foi identificado entrando ou saindo do local.
Lula enfrentou dias quentes no Guarujá, com chuvas e tempestades de verão, mas também aproveitou dias de sol e céu azul, tendo sido fotografado mais de um dia na praia fechada da área militar com a sua família. Localizado na praia do Monduba, o quartel possui um hotel preparado para receber militares graduados e já havia hospedado Lula outras cinco vezes, a última delas em janeiro do ano passado.
O ex-presidente saiu do Forte dos Andradas de carro por volta das 15 horas. Segundo o Exército, ele estava dentro de uma Hyundai Tucson preta, com placas de Brasília, mas como o carro era todo filmado não foi possível identificar Lula dentro dele.
O veículo era escoltado por uma Ford Fusion. Parte da família já havia deixado o local, como o filho caçula de Lula, Luís Claudio Lula da Silva, de 25 anos, que no último sábado escreveu na sua página na rede de microblogs Twitter que deixava o Guarujá e passava por Santos, antes de seguir para São Bernardo do Campo.
Lula chegou a ser criticado por usufruir do benefício de se hospedar em área militar após deixar a Presidência da República. O decreto 6.381, de 27 de fevereiro de 2008, que regulamenta a legislação que dispõe sobre medidas de segurança aos ex-presidentes da República, não trata da possibilidade de ex-mandatários se hospedarem em dependências do Exército. Entretanto, o ex-presidente foi convidado pelo Ministro da Defesa Nelson Jobim, acabando com qualquer ilegalidade no ato.
YAHOO
Skip to content