Escolha uma Página
Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira (29), o comando da Força de Pacificação que atua nos complexos da Penha e do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, contestou denúncias de moradores de que a presença de tropas do Exército e das polícias Civil e Militar estaria diminuindo na região.
Segundo a nota, o efetivo empregado na área é de cerca de 2.000 munições sendo 1.650 do Exército, 240 da Polícia Militar e 30 da Polícia Civil.
A nota diz ainda que a Força está realizando atualmente a segunda fase da ocupação das comunidades Os pontos estáticos que ficavam no entorno da área, fazendo o cerco e o isolamento, foram substituídos por patrulhas móveis, no interior das ruas e das vielas dos dois complexos.
Por isso, de acordo com o comunicado, as pessoas que passam pelos grandes eixos deixam de perceber a presença maior da Força de Pacificação, devido à fluidez do emprego da tropa.
O comando da Força de Pacificação informou ainda que a colaboração da população tem sido muito positiva. As informações prestadas têm contribuído para a apreensão de vários materiais ilícitos, possibilitando que os serviços do Estado se façam mais presentes, de acordo com a nota.
A Força pede que as pessoas entrem em contato com o grupo pelo e-mail [email protected] .O sigilo é garantido e absoluto.
R7
Skip to content