Escolha uma Página
Foi uma ducha fria para os franceses da Dassault o anúncio de novo adiamento no resultado da licitação dos caças da FAB. Dava-se como certo que o presidente Lula, simpático ao jato Rafale, bateria o martelo antes de passar a faixa a Dilma Rousseff.
Mas, numa estranha guinada, o ministro da Defesa, Nelson jobim, afirmou que Lula quer decidir em sintonia com sua sucessora. “Entreguei o material à presidente, que ficou de examinar. A ideia é ela ter uma reunião com Lula sobre o assunto”, disse jobim.
Nos bastidores, atribuem-se à Boeing e ao governo Obama as pressões para adiar o negócio. Ainda apostam nas chances do F-18.
PODER AÉREO
Skip to content