Escolha uma Página

Pela primeira vez na história, o Exército vai montar no país uma Força de Paz nos moldes das operações realizadas no Haiti . O comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, confirmou que suas tropas vão ocupar a parte interna dos complexos do Alemão e da Penha.

O militar destacou que esta será a primeira missão desta magnitude, apesar de a força já desempenhar ações semelhantes fora do país.
– Nós já fazemos ações policiais. Mas desse tipo, com essa magnitude, é a primeira – observou.
De acordo com o general, nessa segunda fase de ocupação os militares vão fazer o patrulhamento e, se necessário, vasculhar casas. A Brigada Paraquedista também não ficará fixa no Complexo do Alemão. Tropas de outros estados poderão ajudar na ocupação.
Enzo afirmou ainda que não teme qualquer tipo de problema, como já ocorrido em ações urbanas semelhantes.
– Estamos preparados. Eles estão bem instruídos, eles são preparados – garantiu ele, acrescentando que também não teme qualquer desvio de conduta dos soldados, por conta de provocações de criminosos.
O comandante do Exército informou que a situação de soldados que moram em comunidades e que estariam sendo ameaçados por traficantes está sendo investigada:
– Nosso trabalho de inteligência está averiguando e definindo a extensão e profundidade (das ameaças). Nós daremos a proteção necessária.
O comandante do Comando Militar do Exército (CML), general Adriano Pereira Junior, disse que, a partir da semana que vem, serão traçadas metas para que o Exército comece a ocupação do interior das comunidades. De acordo com o general, um comandante, ainda não escolhido, será designado para comandar a tropa de paz.
– Nosso pessoal está preparado para esse tipo de atuação. O governador enviou um ofício ao Ministério da Defesa que resolveu atender ao pedido. Basta agora acertar a nossa estratégia e uma data para a entrada do Exército na comunidade – informou o comandante.
O Exército ainda não divulgou, no entanto, quando a força pacificadora vai começar a atuar. Segundo o general Adriano, ainda é necessário um tempo para que o Exército faça o planejamento das ações. Mas, ele acredita que não será possível implantar a Força de Paz antes do dia 15 de dezembro.

Marinha deixa ocupação no Complexo do Alemão

Nesta quinta-feira, as tropas da Marinha começaram a deixar a ocupação no Alemão e na Vila Cruzeiro. Segundo informações dos militares, os 17 blindados saem do 16º BPM (Olaria) e voltam para o quartel da corporação em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, onde ficarão de sobreaviso. Caso seja necessário, os veículos vão voltar para o conjunto de favelas. Ainda de acordo com os militares, a retirada dos blindados acontece para aliviar o tráfego no local e diminuir a exposição dos veículos.
O GLOBO
Skip to content