Escolha uma Página
Comissão quer R$ 4 bilhões do Orçamento para estratégia de defesa
Heráclito Fortes (DEM-PI) quer implantar Estratégia Nacional de Defesa. Senadores Suplicy, Flexa e Azeredo também apresentaram propostas.

Uma comissão do Senado aprovou na manhã desta quarta-feira (24) emenda ao Orçamento para destinar R$ 4 bilhões para que o Ministério da Defesa implemente a Estratégia Nacional de Defesa. A decisão foi tomada hoje na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) e ainda precisa de aprovação no plenário.
De acordo com a comissão, a Estratégia Nacional de Defesa tem como objetivo reorganizar as Forças Armadas, reestruturar a indústria brasileira de material de defesa e melhora a política de composição dos efetivos das Forças Armadas.
A CRE também aprovou outras três emendas ao Orçamento da União para 2011. O relator das emendas foi o senador Heráclito Fortes (DEM-PI), autor da emenda destinada à implantação da Estratégia Nacional de Defesa.
O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) destinou R$ 100 milhões a operações de assistência especial no exterior. Flexa Ribeiro (PSDB-PA) reservou R$ 872,4 milhões à modernização operacional do Exército e Eduardo Azeredo (PSDB-MG), presidente da comissão, destinou R$ 50 milhões a programas de alimentação militar. 

G1
Skip to content