Escolha uma Página
 Guilherme Wojciechowski
Terminou neste domingo (14), nas fronteiras seca e pantaneira entre Paraguai e Mato Grosso do Sul, a “Operação Cadeado”, iniciada no último dia 05 e responsável, neste período, por significativas apreensões de drogas e mercadorias contrabandeadas.

 

Imagem: A Tribuna

Coordenada pelo Exército, a operação mobilizou, em seus dez dias de duração, cerca de dois mil homens, 135 viaturas, oito embarcações e dois helicópteros, militarizando a fronteira seca e unificando esforços com as corporações policiais, fiscais e ambientais que atuam na região.
Neste período, cerca de 15 mil veículos foram vistoriados em rodovias como a BR-463 e a MS-386. A apreensão mais chamativa ocorreu nos arredores do município de Amambai, com a localização de 977 quilos de maconha em um rodado com placas de Minas Gerais.
Outras apreensões incluíram o confisco de 645 litros de combustíveis, três equipamentos de rádio, três animais silvestres, 30 volumes de enfeites e adereços natalinos e mercadorias diversas adquiridas nas cidades de Pedro Juan Caballero e Salto del Guairá e trazidas irregularmente ao Brasil.
As repartições militares envolvidas na operação, de acordo com o jornal Correio do Estado, foram a 4ª Brigada de Dourados (MS), a 13ª Brigada de Infantaria Motorizada de Cuiabá (MT) e a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira de Corumbá (MS).

Skip to content