Escolha uma Página
Os dois soldados do Exército suspeitos de matar um contador em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais, foram soltos através de um habeas corpus concedido pela Justiça. Dimas Bueno, de 40 anos, foi morto na casa dele, no bairro Colina de Santa Bárbara, no último dia 28.
O carro do contador foi encontrado abandonado próximo à casa. Os dois suspeitos foram presos dez horas depois pela Polícia Militar dentro da sede do Exército em Pouso Alegre.
No depoimento à polícia, Alisson Douglas Gouveia, de 19 anos, confessou que tinha um relacionamento amoroso com a vítima e que depois de uma discussão teria acertado um banco de madeira na cabeça de Dimas. O outro soldado, Eduardo Raimundo Codinole, também de 19 anos, teria apenas acompanhado a briga. 

O GLOBO

Leia também:
RECRUTAS DO EXÉRCITO SÃO PRESOS POR SUSPEITA DE ASSASSINATO EM MG!

Skip to content