Escolha uma Página
As Forças Armadas vão entrar na guerra contra a dengue em Natal. A partir desta segunda-feira (18), uma equipe de 60 soldados do Exército e da Marinha começa a visitar domicílios para identificação de potenciais criadouros do Aedes aegypti.
O trabalho é educativo. Os soldados vão orientar a população sobre os cuidados com o ambiente, visando a eliminação dos riscos para a proliferação do vetor. Eles também vão intensificar o controle em pontos estratégicos, como sucatas, borracharias e terrenos baldios.
Batizada de “Forças Unidas contra a Dengue”, a operação começa pela zona Oeste, área considerada mais vulnerável para a ocorrência da dengue, por ter apresentado os maiores índices de notificação no último boletim epidemiológico, detendo mais de 40% dos casos da doença em toda Natal.
A primeira etapa da ação, realizada de outubro de 2010 a março de 2011, percorrerá mais de 73 mil residências. O foco é o trabalho de conscientização com os moradores dos bairros da região Oeste.
 “A ideia é mobilizar a comunidade, chamando atenção para a adoção de medidas simples, para que cada um faça sua parte no combate à dengue, já que sem mosquito não há incidência da doença”, explica o chefe de divisão do Centro de Controle de zoonoses de Natal Diógenes Soares.
Skip to content