Escolha uma Página
A Colônia Militar dos Dourados foi criada durante o Governo Imperial, no início do 2º Reinado, com o objetivo de guardar e proteger as fronteiras da nação. Tinha como finalidade, servir como um posto de observação, cujos militares possuíam poderes de polícia, podendo aplicar sanções punitivas.

O 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada de Bela Vista foi agraciado na semana passada com o Prêmio Rodrigo de Melo Franco de Andrade, edição 2010, concedido pelo IPHAN.

O 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada (10º R C Mec.) sediado no município de Bela Vista, no Mato Grosso do Sul, foi agraciado na semana passada, com o Prêmio Rodrigo de Melo Franco de Andrade, edição 2010, na categoria de “Apoio Institucional e/ou Financeiro”, concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico, Artístico Nacional (IPHAN).
De acordo com as informações do Centro de Comunicação Social do Comando Militar do Oeste (CMO), a qual o 10º R C Mec. é subordinada, informou que o prêmio refere-se ao trabalho desenvolvido pelo quartel, na manutenção do Parque Histórico Colônia Militar dos Dourados, localizado no município de Antônio João, e subordinado administrativamente ao 10º Regimento.
Na edificação foram erguidas instalações que serviram durante muito tempo, como presídios militares, a exemplo de outras Colônias, também criadas no Período Imperial Brasileiro.
A Colônia Militar dos Dourados foi e ainda é um dos pontos históricos mais importantes de Mato Grosso do Sul. No ano de 1864, durante a Guerra do Paraguai, o alferes Antônio João, juntamente com um grupo de soldados e camponeses que habitavam um povoado próximo, morreu vítima de um ataque sangrento do Exército do Paraguai, que fez uma incursão em território brasileiro, logo no início da Guerra.
Devido à importância do local, não somente para os sul-mato-grossenses, mas também, para todos os brasileiros, em 19 de dezembro de 1978, o Governo Federal criou o Parque Histórico Colônia Militar dos Dourados, com o objetivo de preservar e divulgar o patrimônio histórico cultural do Exército, em particular, a epopéia do alferes Antônio João.
O nome “Dourados”, dado ao lugar, é devido à existência da nascente do Rio Dourados, localizado na área onde fica a Colônia Militar, e que “corta” a propriedade; além de dar nome a uma espécie de peixe, abundante na região.
Ainda segundo o Centro de Comunicação Social do CMO, o Parque Histórico obteve o reconhecimento do IPHAN decido a manutenção e a preservação do local, feita por militares do 10º R C Mec.
No prédio existe um Museu, com acervo de peças históricas do Exército Brasileiro, cujos equipamentos foram usados pelos militares de outrora, que bravamente combateram os inimigos, expulsando-os do território invadido.
A entrega do Prêmio Rodrigo de Melo Franco de Andrade, edição 2010 acontecerá oficialmente no dia 20 de outubro deste ano, na sala Villa Lobos, do Teatro Nacional Cláudio Santoro, em Brasília, no Distrito Federal. 
Com informações do Centro de Comunicação Social do CMO
Skip to content