Escolha uma Página
O Tiro de Guerra de Penedo, unidade 07 008 do Exército brasileiro, pede socorro. Por conta do risco de desabamento de parte de sua fachada, a calçada situada em frente ao TG está isolada para a passagem de pedestres. As duas torres situadas no alto da entrada do imóvel apresentam rachaduras na base, fissuras que provocam infiltração nas paredes internas do imóvel.
O isolamento com fita e cavaletes em frente ao Tiro de Guerra de Penedo chamou a atenção da reportagem do portal de notícias aquiacontece.com.br. Procurado por nossa equipe, o Sub Tenente Aldori Junker Amorim – chefe de instrução da unidade militar – revelou que tenta conseguir uma solução para os problemas estruturais do imóvel junto ao Iphan e a Unidade Executora do Programa (UEP) Monumenta no município. O imóvel está situado na área de tombamento federal e poderia ser contemplado com a necessária e urgente reforma. 
  
Infiltração nas paredes da sala de recepção
“Há infiltração nas paredes da sala de recepção por conta das águas que escorrem das torres, mas os nossos problemas não são apenas de estrutura, precisamos de espaço para outras atividades, como a nossa Educação Física, solenidades e a ordem unida”, revelou o oficial sobre as atividades que acontecem em via pública por causa da falta de local adequado dentro da sede do Tiro de Guerra.
Em novembro de 2009, o fôrro da área de recepção do TG foi recuperado, com pintura interna realizada. Além disso, houve uma reforma ampla a cerca de cinco anos, serviço que não solucionou a fragilidade das fachadas externas, problema detectado durante uma tentativa de limpar as paredes. Parte do reboco caiu durante um serviço de limpeza, problema acentuado durante a comemoração da Semana da Pátria, realizada na última semana de agosto. Uma solução que está sendo estudada é a construção de uma nova sede, proposta em discussão com a prefeitura, segundo o Sub Tenente Junker Amorim. A nova sede do TG seria construída na Rocheira, um dos cartões postais de Penedo, aproveitando a quadra de esportes que existe no local. O espaço serviria para as aulas de Educação Física, com a sede administrativa erguida no espaço anexo à quadra. Segundo o oficial, há um projeto em estudo que pode ser incluído no PAC das cidades históricas. 
Skip to content