Escolha uma Página
A informação está no site do Prévidi. Duvidei e fui atrás da confirmação. Bingo! O promotor de justiça Amílcar Fagundes Freitas Macedo, em evidência na mídia por ter denunciado o Sargento da Brigada Militar que acessou dados sigilosos de meio mundo no RS, foi protagonista de uma trapalhada sem precedentes na história do MP guasca. Juntamente com uma colega, o promotor foi o autor de denúncia contra dona Eva Sopher, por delitos acontecidos quando ela supostamente exercia a Presidência da Câmara de Vereadores da praia gaúcha de Balneário Pinhal.
Até aí, nada demais, não fosse dona Eva uma figura pública, notabilizada por seu trabalho como presidente da Fundação Theatro São Pedro sem nunca, jamais, em tempo algum, ter exercido mandato eletivo, menos ainda em Balneário Pinhal, cidade que nem conhecia, à época da denúncia (2007).
Detalhes da trapalhada neste recorte que o editor fez do site Espaço Vital (clique para ampliar):
Skip to content