Escolha uma Página

Paula Laboissière

Depois de participar da cerimônia de posse do primeiro chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que não haverá conflito de autoridade entre o general José Carlos de Nardi, empossado hoje (6), e os comandantes das Forças Armadas.
“O chefe do Estado-Maior tem o mesmo nível hierárquico dos comandantes de Força, estão na mesma linha hierárquica. Isso mostra que, na área de emprego, a competência é do Estado Maior, e na área de preparo das Forças, é dos comandantes. Dividimos claramente as tarefas, estabelecendo uma mesma linha de comando”, explicou.
O cargo de chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas foi criado por lei complementar sancionada recentemente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que lançou as bases para a estruturação da chamada Nova Defesa.
Para Jobim, as questões de Defesa eram antes “restritas e fechadas” mas, com o que chamou de “remodelagem” da pasta, serão todas “abertas”.

Edição: Lílian Beraldo
AGÊNCIA BRASIL

Skip to content