Escolha uma Página
MARCO AURÉLIO REIS 
Problema vivido por leitores da Coluna no Rio e em estados do Centro Oeste chama a atenção para necessidade de unificação das carteiras de identidade das Forças Armadas. Hoje emitidas isoladamente pelas forças de forma singular para seus militares e pensionistas, os documentos esbarram em setores que não os reconhecem como válidos. No Rio, no Mato Grosso e em Goiás, a queixa é que gerentes do Banco do Brasil não estão aceitando identidades emitidas pela Marinha e Exército.
“As Forças Armadas deveriam rever essa situação, pois para recadastramentos de pensionistas na Vila Militar, o Exército Brasileiro não aceita identidade do IFP (antigo Instituto Félix Pacheco), só a do Exército enquanto o Banco do Brasil só aceita, para abertura de conta a identidade civil ou a carteira de motorista”, contou pensionista do Rio. “Não se entende mais nada no nosso País. Apaguem as luzes e fechem a porta”, protestou reservista após enfrentar problema parecido no mesmo banco.
Skip to content