Escolha uma Página
No último domingo, flagrei uma coruja assistindo à troca de Guarda do Monumento aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, popularmente conhecido como Monumento aos Pracinhas. Nesse dia esplendoroso e ensolarado, a ave noturna ‘acordou’ mais cedo para acompanhar o ritual. Bem na hora em que a banda do Batalhão de Guardas entoava ‘Cidade Maravilhosa’, a corujinha ainda presenciou a chegada ao Aterro do Flamengo dos ciclistas que completavam a Volta do Rio de Janeiro. Melhor recepção não podia existir. 
Paulo Roberto Walter (O GLOBO)
Skip to content