Escolha uma Página

Soldados blumenauenses embarcam para o Haiti em missão das Nações Unidas
Raquel Vieira | [email protected]

Enquanto o hino dizia que a morte faz parte da luta, 28 soldados de Blumenau se despediam de suas famílias, neste sábado, para compor uma missão da Organização das Nações Unidas (ONU) na cidade de Porto Príncipe, no Haiti.
São jovens, na média dos 20 anos, com porte físico preparado durante quatro meses de treinamento específico, munidos de técnica e coragem para enfrentar um país marcado por tristeza e destruição.
Quinta-feira, os soldados embarcam de Curitiba, no Paraná, no avião da Força Aérea Brasileira, com os objetivos bem definidos: garantir a segurança da população, liberar áreas interditadas, lutar contra grupos criminosos e garantir a reconstrução da cidade.
O coronel José Henrique Ruffo, comandante do 23º Batalhão de Infantaria, explica que foram quase 60 inscritos e depois houve a seleção.
— Acreditamos que todos voltarão sãos e salvos. Caso contrário, vamos lá busca-los pessoalmente — afirmou.
Essa expectativa também era perceptível nos pais dos soldados. Emocionado, João Bonifácio acompanhou a cerimônia militar de despedida ao filho mais velho, João Henrique Pacheco dos Santos, 20 anos. As lágrimas eram de orgulho porque o filho ajudará a salvar centenas de vidas, mas também eram de apreensão:
— Só espero que meu filho volte inteiro. Vou esperá-lo com um abraço forte de pai. É uma honra para mim.
Esse é o primeiro grupo de Blumenau a seguir para o Haiti. Anteriormente, outra equipe do 23º BI trabalhou em Angola. Durante a cerimônia, sábado de manhã, os selecionados receberam de seus padrinhos e madrinhas um botom com a bandeira brasileira. Abraços carinhosos e lágrimas de despedida marcaram a despedida.
O grupo volta a Blumenau em janeiro de 2011.
DIÁRIO CATARINENSE
14º RCMec envia 35 homens para Força de Paz no Haiti


O 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada – RCMec, de São Miguel do Oeste, estará enviando no final deste mês, um contingente de 35 homens para integrar as Forças de Paz do Brasil no Haiti, país que no ano passado foi devastado por um terremoto. O Pelotão “Chivunck”, integrará o “13º Contingente do Batalhão de Infantaria de Força de Paz HAITI”, por um período de seis meses. Os soldados retornarão da Operação no mês de janeiro de 2011. A solenidade de despedida ocorreu na manhã desta sexta-feira (16), no pátio interno do Regimento, com a presença de autoridades civis e militares e familiares dos soldados envolvidos na Força de Paz. Sob um intenso frio, vento, e fina garoa, os soldados receberam as honrarias e desejos de sucesso de todos os presentes na solenidade. Desde o mês de novembro do ano passado, 35 titulares e mais sete reservas, participaram de um treinamento rigoroso para que pudessem embarcar no final deste mês para o Haiti.  JORNAL REGIONAL ONLINE

Skip to content