Escolha uma Página

Lei do abate aplicada pela 1ª vez

Caça A-29 Super Tucano da FAB intercepta, abre fogo (tiro de advertência/aviso) e obriga o pouso de avião boliviano carregado com cocaína em Rondônia. O avião-radar R-99 e aviões de combate A-29 Super Tucano, da Força Aérea Brasileira, atuaram na operação que terminou com o pouso de um avião monomotor (matrícula CP-1424) em uma pista de terra próxima a Izidrolândia, distrito de Alta Floresta D´Oeste, no interior de Rondônia. Após o pouso, a Polícia Militar, em coordenação com a Polícia Federal, apreendeu 176 quilos de pasta base de cocaína no interior da aeronave. A operação ocorreu por volta das 17h do dia 03/06/2009. A aeronave suspeita, de matrícula boliviana, proveniente daquele País, voava a uma altitude de 1500 pés (500 metros) e foi identificada como tráfego irregular pela aeronave-radar R-99. Logo depois, os caças A-29 já realizavam as medidas de averiguação eo reconhecimento do avião suspeito. Após ser interceptado pela aeronave da FAB, o piloto não prestou informações sobre identificação ou trajetória que pretendia seguir. Além disso, fez manobra em direção à fronteira com a Bolívia. Em seguida, foi dada a ordem ao piloto da aeronave suspeita que pousasse na pista da cidade de Cacoal. A aeronave desobedeceu novamente e baixou a altitude de vôo para 300 pés (100 metros). Com isso, o caça A-29 Super Tucano realizou o tiro de aviso. Foi à partir dessa medida que o piloto da aeronave suspeita passou a ser “colaborativo”.
Kremsoft SEO

Skip to content