Escolha uma Página
Ideia é suprir a ausência de fiscais do Ibama em locais isolados na floresta. Promessa faz parte de plano de governo do PV, que tenta atrair aliados históricos do PT, como índios e sindicalistas. A presidenciável Marina Silva (PV) quer usar os militares no combate ao desmatamento da Amazônia e incorporar a proteção do meio ambiente à lista de missões das Forças Armadas. A ideia é mobilizar a tropa para compensar a falta de fiscais do Ibama, especialmente em áreas isoladas. A promessa está entre as diretrizes do plano de governo do PV, concluídas esta semana. O documento afirma que, se Marina for eleita, as ações ambientais serão “objetivos prioritários da política de defesa nacional”. De acordo com o coordenador da campanha, João Paulo Capobianco, os verdes ainda não definiram, porém, se os militares ganhariam poder de polícia para reprimir devastadores. Como ministra do Meio Ambiente, Marina acionou os militares para apoiar operações do Ibama na Amazônia, em funções logísticas. Um oficial com larga experiência na Amazônia afirmou à Folha que vê problemas na proposta. Ele chamou de “temerária” a ideia de incorporar a proteção do meio ambiente às missões das Forças. “Se isso acontecer, o militar vai deixar de ser colaborador para ser responsável por uma área que não conhece”, afirmou. “O soldado não sabe dizer se uma nota fiscal de madeira é fria ou quente, por exemplo”, disse o oficial.
EXÉRCITO BRASILEIRO
Skip to content