Escolha uma Página
Rodrigo_Sena
Embarcação denominada Almirante Sabóia estará aberta hoje à visitação pública, das 14 às 17h30, no Porto de NatalO navio Almirante Sabóia passou cinco dias no Haiti, onde chegou no dia 11 e deixou a capital haitiana, Porto Príncipe, dia 16 de maio. A viagem de volta ao Brasil foi de 15 dias, já que a atracagem do navio no porto de Natal foi na terça-feira, dia 1º de junho.

A missão do Navio de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) Almirante Sabóia foi o transporte de 700 toneladas de mantimentos – alimentos, roupas e calçados – como ajuda humanitária para a população haitiana. ajuda humanitária, e às tropas da Marinha (Fuzileiros Navais) e do Exército Brasileiro. Além disso, o navio ficou 30 dias no Haiti em apoio às ações humanitárias e às tropas da Minustah,
O Navio de Desembarque de Carros de Combate Almirante Saboia – G 25, pertenceu à marinha inglesa e é o primeiro navio da Marinha do Brasil a ostentar o nome em homenagem ao Almirante-de-Esquadra Henrique Sabóia, Ministro da Marinha no período de 15 de março de 1985 a 15 de março de 1990, no Governo José Sarney.
O navio foi construído pelo estaleiro Hawthorn Leslie, em Hebburn-on-Tyne, no Reino Unido. A sua construção foi ordenada pelo Ministério do Transporte em 1963, junto com outras cinco unidades para serem usadas pelo Exército Britânico, e que poderiam ser fretadas por empresas particulares de transporte marítimo em tempo de paz.
A embarcação foi lançada ao mar em 20 de julho de 1966, e foi incorporado a Frota Real Auxiliar da Marinha Real – Royal Fleet Auxiliary/Royal Navy em 18 de maio de 1967. Em 18 de fevereiro de 2008, deu baixa do serviço da Royal Fleet Auxiliary. Em 2008 o navio foi comprado pela Marinha brasileira por R$ 31,5 milhões. A sua tripulação é composta por 18 Oficiais e 132 Praças. O seu comandante é o Capitão-de-Mar-e-Guerra Oscar Moreira da Silva Filho..

Skip to content