Escolha uma Página
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que está concluindo a elaboração da exposição de motivos que encaminhará ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, apontando o modelo do caça supersônico que melhor atende ao Brasil, dentro da Estratégia Nacional de Defesa. Jobim não falou, mas a preferência é pelo francês Rafale. O ministro afirmou que Lula “deseja tomar a decisão” ainda em seu mandato, que termina em 31 de dezembro próximo. Só que a demora na apresentação da exposição de motivos de Jobim e a consequente convocação do Conselho de Defesa Nacional, que vai apreciar e aprovar a compra, está preocupando os militares da Força Aérea, que temem pela proximidade com as eleições e as dificuldades naturais que surgem neste período, para que se concluam as negociações e se fechem contratos do porte do FX-2 – que pode ultrapassar os US$ 6 bilhões. Jobim justificou a demora na solução do caso por desajustes entre as agendas dele e do presidente, embora acredite que, antes do início da Copa do Mundo, em 11 de junho, seja possível que tudo esteja pronto para a convocação do Conselho de Defesa Nacional. “Mas aviso que isso depende exclusivamente do presidente.” 
O Estado de S.Paulo
Skip to content