Escolha uma Página
tres-vitimas-providencia/Fabiano 
Rocha

Somente um dos 11 militares acusados de terem entregue três jovens do Morro da Providência a traficantes do Morro da Mineira, em 2008, foi condenado pela Justiça Militar. Nove desses militares também já foram absolvidos na Justiça Civil.
O cabo Samuel de Souza Oliveira; os sargentos Leandro Maia Bueno, Bruno Eduardo de Fátima e Renato de Oliveira Alves; e os soldados Julio de Almeida Ré, Sidney de Oliveira Barros, Rafael Cunha da Costa Sá, Eduardo Pereira de Oliveira, José Ricardo Rodrigues de Araújo e Fabiano Eloi dos Santos foram absolvidos do crime de organização de grupo para a prática de violência, segundo o Código Penal Militar, em julgamento de agosto de 2009.
O tenente Vinícius Ghidetti de Moraes Andrade foi absolvido do mesmo crime e também de ter aliciado militares para a prática de crimes e de retardar ou deixar de praticar seu ofício, ou praticá-lo contra lei, para satisfazer interesse pessoal. O tenente, porém, foi condenado por ter se recusado a obedecer ordem de um superior.
Na Justiça Civil, o tenente responde com o sargento Leandro Maia Bueno por homicídio triplamente qualificado. Os dois tiveram a prisão preventiva mantida pelo juiz Erik Navarro Wolkart, da 7ª Vara Federal Criminal. A decisão é do dia 3 de maio e foi publicada na segunda-feira.
Volta do baile
Os dois militares vão a júri popular, mas a data do julgamento ainda não foi marcada. Cabe recurso da decisão. Leandro Maia está no Presídio Ary Franco. Vinícius Ghidetti está no 1º Batalhão de Polícia do Exército, na Tijuca.
Wellington Gonzaga da Costa, de 20 anos, David Wilson Florêncio da Silva, de 24, e Marcos Paulo da Silva Correia, de 17, foram detidos pelos militares do Exército na manhã do dia 14, de junho de 2008. Os três jovens foram abordados pelos militares na Praça Américo Brum, no alto da Providência, quando chegavam de um baile funk.

De lá, foram encaminhados a um quartel do Exército no Santo Cristo, de onde foram levados para a Mineira. Os corpos dos jovens foram encontrados no Aterro Sanitário de Gramacho, em Duque de Caxias.
Skip to content