Escolha uma Página
Está preso mais um suspeito de matar dois capitães do Exército no dia 13 de maio na porta de uma boate em Juiz de Fora. O homem, de 21 anos, foi apresentado nesta segunda-feira (24) pela Polícia Civil. De acordo com a corporação, ele foi encontrado no sábado (22) na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.
O primeiro suspeito foi preso no mesmo dia do crime. A polícia chegou até o homem, que trabalha como marceneiro, por meio das placas dos veículos usados na fuga. Ele confirmou que tudo começou com um desentendimento dentro da boate onde as vítimas estavam. A confusão teria ocorrido por causa de uma mulher.
A polícia informou que procura pelo terceiro suspeito de participar do crime e que o homem já foi identificado. Segundo a Polícia Militar, os dois oficiais estavam em uma barraquinha de cachorro quente, em frente à casa noturna, quando um homem moreno, usando um cordão de prata, atirou várias vezes. O autor dos disparos seria o jovem preso no Rio. Uma das vítimas foi atingida por 14 tiros, enquanto a outra levou oito tiros.
PORTAL CLICK
Leia também: 

 

Skip to content