Escolha uma Página

Dois capitães do Exército Brasileiro foram mortos a tiros na madrugada desta quinta-feira em Juiz de Fora, na Zona da Mata. O crime ocorreu por volta das 3h, na casa noturna Thompson, na Rua Engenheiro Valdir Pedro Monachesi, no Bairro Aeroporto. A polícia ainda não forneceu detalhes sobre a motivação do crime e nenhum suspeito havia sido preso até o início da manhã.
Os militares,  Daniel Azevedo Borges de Lima, de 32, e Eleonardo Sabadini Santos, de 29 anos, teriam se envolvido em uma discussão no interior da boate. O dono da casa noturna disse que os homens foram levados para o lado de fora, onde o tumulto continuou.

Disparos
Testemunhas relataram à Polícia Militar que um homem moreno disparou várias vezes contra os dois homens. O suspeito fugiu em seguida. As testemunhas também disseram ter visto uma picape e um Mercedes “Classe A”, ambos de cor prata, deixando o local em alta velocidade.
Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas Eleonardo e Daniel já estavam mortos. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) do município.
No local do crime foram recolhidas 11 cápsulas de pistola 380. A polícia mantém buscas em Juiz de Fora e cidades vizinhas para tentar localizar o suspeito, que já teria sido identificado. Um helicóptero auxilia a operação.
Os militares assassinados são lotados Escola de Aperfeiçoamento do Exército, no Rio de Janeiro, e estavam em Juiz de Fora para realizar treinamentos. Daniel é natural do estado de São Paulo e Eleonardo de Resende (RJ). Eles estavam na cidade mineira há cerca de uma semana.
(Colaborou Daniel Antunes/Estado de Minas)

UAI
Nota do blog:
Os oficiais eram alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (ESAO), do Rio de Janeiro e realizavam exercício no 10º Batalhão de Infantaria, em Juiz de Fora.  O retorno para o Rio estava previsto para sexta-feira.
Skip to content