Escolha uma Página
Um soldado britânico matou cinco soldados do Talibã em 28 segundos para salvar seus compatriotas que caíram em uma emboscada.
O atirador de elite derrubou os rebeldes há mais de 1 milha (1,6km) de distância quando eles se preparavam para atacar a tropa que fazia uma patrulha a pé no Afeganistão.
“The Corporal” – cuja identidade não pode ser revelada por questões óbvias de segurança – já matou 37 inimigos durante uma campanha de quatro meses em solo afegão.

“The Corporal”
Mas seu “grande feito” veio quando ele e um spotter que o acompanha, avistaram o grupo Talibã armado.
Eles se posicionaram para atirar contra uma patrulha que incluía o comandante do pelotão em “Helmand Province”.
Escondidos em um velho forte, o atirador preparou o seu L115A3 Long Range Rifle.
O armamento, que dispara balas calibre 8,59mm a três vezes a velocidade do som e usa telescópio, é tão eficaz que foi apelidado de “o assassino silencioso”.
Solicitando permissão para atirar – necessária porque os britânicos ainda não haviam sido atacados – certificou-se de que o líder rebelde estava na mira de fogo.
Ele teve que fazer cálculos precisos em uma fração de segundos, como por exemplo, a velocidade do vento e outras condições climáticas para compensar os desvios dos projéteis a serem disparados.
Momentos antes seus compatriotas lhe deram permissão para abrir fogo e em menos de meio minuto os cinco Talibãs foram derrubados mortos.
Ele disse: “Me deram permissão. Eu derrubei o primeiro. Os outros quatro se aproximaram do cara que caiu, então eu aproveitei e derrubei eles também.”
O franco atirador, que tem um filho serve as forças especiais britânicas há nove anos no “4th Battalion The Rifles”, contou: “Meu trabalho é cuidar dos meninos. Não tem a ver com quantos você já matou, tem a ver com a equipe.”
O comandante aposentado da SAS, Andy McNab, disse: “Derrubar cinco alvos em menos de 30 segundos é uma façanha incrível. Quando você atira, humanos reagem como animais. Se passam poucos segundos onde eles ficam congelados, depois eles atingem o chão ou correm.”
“Nesse caso, o atirador teve que acertar e matar um alvo móvel a uma distância considerável.”
Em Junho do ano passado, a façanha do “The Corporal” foi revelada em Nad’e Ali, no Distrito de Helmand, depois que o jornal “Daily Mail” ter dito como o compatriota, e também atirador de elite, Craig Harrisson quebrou todos os recordes militares matando dois rebeldes Talibãs há mais de uma milha e meia de distância.
Skip to content