Escolha uma Página

As investigações para apurar o sumiço de armamento na Base Brasileira da MINUSTAH, após o terremoto que devastou o Haiti,  já chegaram a algumas conclusões, ainda não divulgadas.

Informações extra-oficiais, no entanto, dão conta de  que alguns militares, aproveitando-se da ausência de grande parte do efetivo que estava auxiliando as vítimas da tragédia, teriam desviado as armas para vendê-las a narcotraficantes sulamericanos. Militares temporários, entre eles um sargento, estariam entre os suspeitos.

Com informações de O DIA ONLINE

Saiba mais em:

HAITI: EXÉRCITO INSTAURA IPM PARA APURAR DESAPARECIMENTO DE ARMAS DURANTE O TERREMOTO

Skip to content