Escolha uma Página
BARRIGA FRIA NO FACEBOOK
O exército de Israel abortou uma missão, depois que um soldado divulgou a hora, data e local da mesma no Facebook.
O soldado, que foi dispensado, descrevia a operação em seus status como um planejamento de ‘limpeza’, em que rebeldes seriam presos em uma região da Cisjordânia. Ele foi denunciado por amigos na rede às Forças Armadas.
‘Na quarta-feira, nós limparemos Qatanah, e na quinta, se Deus quiser, nós voltamos para casa’, escreveu ele na mensagem no Facebook, segundo publicou o jornal israelense ‘Haaretz.
BALA ENCRAVADA
Fred Gough (83), que lutou como soldado na Segunda Guerra Mundial, descobriu que estava com uma bala no corpo há 65 anos. Recentemente, ele havia passado por uma cirurgia na hérnia e começou a sentir dores na região da coxa. Um raio-x revelou um projétil alojado próximo ao fêmur. Gough disse que sentiu uma pancada na perna durante os combates (ele entrou na fase final da guerra quando tinha 19 anos, em 1944), mas não imaginou que fosse um tiro. “Deve ter sido um soldado alemão”, afirmou.
ESSE DAÍ SOU EU!
O sargento do Exército Norte-americano, Jeffrey S. Sarver, entrou com um processo contra os produtores de “Guerra ao Terror“, por acreditar que personagem principal do filme foi criado a partir de sua história militar. O roteiro é do jornalista Mark Boal, que, segundo Sarver,esteve em seu batalhão e que se inspirou em sua história para criar o personagem principal de “Guerra ao Terror”.
Skip to content