Escolha uma Página
Veículo que estava em ferro-velho de Itaboraí na semana passada, voltou para o pátio do Parque Regional de Manutenção, em Magalhães Bastos Foto: Alexandre Vieira / Agência O Dia
MAHOMED SAIGG
A Polícia Civil descobriu ontem mais um ferro-velho especializado no comércio de viaturas militares em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Encontrado a poucos quilômetros dos depósitos denunciados por O DIA, o local também estava lotado de peças do Exército Brasileiro.
Como não foram apresentados comprovantes de que a compra dos equipamentos foi realizada de maneira legal, por meio de licitação, o depósito foi interditado pela polícia. Mas, diante da grande quantidade de material, os agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) tiveram que lacrar o ferro-velho. Hoje será feita operação com auxílio de caminhões e guinchos para buscar tudo.
Ontem, o dia também foi de muita movimentação no Parque Regional de Manutenção da 1ª Região Militar, em Magalhães Bastos. De volta à unidade de onde tinham sido extraviadas, jipes, caminhões e peças de viaturas encontrados por O DIA num dos ferros-velhos de Itaboraí eram transportadas de um lado para o outro dentro do quartel.
Após a operação de ontem, o delegado Márcio Dubugrás informou que vai encaminhar ofício ao Comando Militar do Leste (CML), solicitando informações sobre a situação dos veículos encontrados no depósito descoberto ontem.
“Identificamos tudo pela numeração interna. Agora queremos os comprovantes da venda para saber exatamente o que foi extraviado dos quartéis”, informou o delegado.
Segunda-feira, os agentes da DRFA interditaram três depósitos de um ferro-velho que também negociava materiais militares desviados do Exército. O esquema de desvio de peças e viaturas do Exército vem sendo denunciado por O DIA e é objeto de Inquérito Policial Militar.
Confira o vídeo da TV O Dia aqui.
Colaborou Diego Barreto
Skip to content