Escolha uma Página
 (Foto: Ronaldo Bernardi/ZH)
O Colégio Militar de Porto Alegre mostrou nesta segunda-feira mais um dos motivos para que ele seja considerado um modelo no sistema público de educação. Quase 20 dias antes de toda a rede estadual de ensino, os 1.074 alunos já retornaram às aulas na manhã chuvosa de hoje.
O coronel Leonardo Araújo, chefe de Comunicação Social do colégio afirma que a antecipação do retorno dos estudantes faz parte de uma conceito da instituição, de oferecer ensino de excelência aos alunos.
— Nós temos um calendários mais extenso do que a maioria das escolas. Temos muitas atividades extracurriculares e por isso retornamos mais cedo — afirma.
A chegada da chuva atrapalhou um pouco o ingresso dos alunos ao prédio localizado na Avenida José Bonifácio, mas ninguém reclamou.
— Isso aqui estava um forno. Imagina todo mundo dentro das salas de aula neste calor? A chuva foi um presente de Deus — disse Araújo.
Fundado em 1912, o CMPA já formou presidentes da República, entre outras personalidades, como o poeta Mario Quintana.
ZEROHORA.COM
Comento: Esse é o Brasil que dá certo! Ensino de alta qualidade, forjando jovens capacitados para vencer na vida e, acima de tudo, serem cidadãos responsáveis. 
Vale lembrar que, no RS, sob Olívio Dutra, os tentáculos petistas foram lançados sobre o também exemplar  Colégio Tiradentes, da Brigada Militar gaúcha, sob o pretexto de democratizar a educação. Felizmente, Tarso perdeu para Rigotto a eleição seguinte e a ação não prosperou.
Os colégios militares resistem ao assédio ideológico e continuam representando um dos poucos bastiões do ensino público de qualidade no País. Oxalá, continuem assim por muito tempo, para o bem do Brasil.
Skip to content