Escolha uma Página
A nossa preocupação é algo muito maior do que esse tipo de abordagem: é apoiar o povo haitiano.
 
Mentiras haitianas
O General Floriano Peixoto Vieira Neto, Comandante brasileiro da MISSÃO da ONU no Haiti (MINUSTAH) negou ao Coronel de Artilharia Reformado Flavio Figueiredo Jorge de Souza a notícia da imprensa brasileira registrando desavença entre as tropas da ONU e dos EUA.
Por e-mail, o General Floriano enviou a seguinte mensagem:
“Esta foi a noticia mais absurda que vi ate hoje. O meu relacionamento com o Gen Keen é extremamente cordial e amigo (de 20 anos). Não ha qualquer chance de crise, nem de divergências. Isso é exploração desinformada da mídia. Estávamos em uma distribuição planejada conjuntamente, para mostrar a afinidade de nossos propósitos. Os americanos estão sendo excelentes parceiros, com o seu papel importantíssimo na ajuda humanitária claramente definido, e nós, a Força da Missão, encarregados da segurançaa (além de ajuda humanitária, também). Esses papéis têm sido exaustivamente externados por inúmeras autoridades brasileiras e norte-americanas. Que crise diplomática? Ambiente de enorme cordialidade, planejamentos conjuntos, execução conjunta, sem qualquer ideia de subordinação das partes. Isso é uma versão de quem não conhece a realidade do momento no Haiti, entre os diversos agentes que se somam na ajuda ao pais. A nossa preocupação é algo muito maior do que esse tipo de abordagem: é apoiar o povo haitiano”.
O General Floriano classificou de “simplesmente infantil e despropositada” a distribuição “irreponsável” de tal matéria inverídica por listas de e-mail via internet.
DO BLOG ALERTA TOTAL
Skip to content