Escolha uma Página

General Enzo Martins Peri fez um balanço da situação das tropas brasileiras no Haiti

General Enzo Martins Peri fez um balanço da situação das tropas brasileiras no Haiti- Crédito: Wilson Dias / ABr / CP
General Enzo Martins Peri fez um balanço da situação das tropas brasileiras no Haiti
Crédito: Wilson Dias / ABr / CP
O comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, fez um balanço da situação das tropas brasileiras no Haiti e garantiu que seria possível “dobrar o efetivo” no país, que hoje conta com 1266 militares brasileiros. A decisão, no entanto, cabe ao governo, e o pedido deve ser formalizado pela Organização das Nações Unidas (ONU).
Segundo o general, mais de 10 mil militares já passaram pelo país caribenho. As tropas que seriam enviadas, portanto, já teriam conhecimento do território. Os que não tivessem, seriam treinados. O rodízio dos militares que atuavam no país já havia iniciado antes da tragédia e deve continuar ao longo desta semana. Os oficiais que estão lá atualmente não devem permanecer, a não ser que haja uma demanda especial.
 “O país precisa ser reconstruído”, afirmou Peri. Serão necessários efetivos com foco em saúde, engenharia e segurança. “Existem milhares de mortos que precisam ser sepultados”, disse. Outra questão relevante é a desobstrução das ruas. Houve um esforço para liberação das principais avenidas, mais ainda existem outras vias trancadas. Além disso, é preciso pensar onde os desabrigados voltarão a morar. “As demandas são em todas as áreas de infraestrutura”, completou.
Na tragédia, 16 militares morreram e dois estão desaparecidos. Os corpos devem chegar a Brasília nesta quarta-feira.
Fonte: Correio do Povo
Skip to content