Escolha uma Página
Segundo o jornalista Políbio Braga, o Boeing 737 da FAB,  prefixo 2116, estava em vias de pousar em Brasília quando recebeu ordens para mudar o itinerário e seguir para São Paulo, onde embarcaram Henrique Meirelles, presidente do BC e Fábio Luis Lula da Silva (o Lulinha) acompanhado de QUINZE pessoas,
A assessoria de Meirelles informou que o avião foi solicitado para levá-lo à Brasília e só na hora do embarque tomou conhecimento que, “por solicitação da Presidência”, Lulinha e seus amigos aproveitariam a carona.
O Boeing saiu de Gavião Peixoto (SP) e transportava militares a serviço da Aeronáutica. O fato ocorreu por volta das 17h do dia 9 de outubro, uma sexta-feira.
Comento:
Nenhuma novidade. O “talentoso” empresário Lulinha, a sete anos era guia de jardim zoológico e enriqueceu subitamente, ao montar uma empresa de games, a Gamecorp, que recebeu uma bolada do BNDES e rapidamente associou-se a OI, aquela mesma empresa que foi adquirida pela Brasil Telecom, mediante alteração na lei, promovida sob medida por Lula Pai.
Em pelo menos uma ocasião anterior, já havia usado uma aeronave oficial para ir passear com a “tchurma” na casa do papi, em Brasília.
E na FAB não aparece um fardado com peito suficiente para dizer:
– Excelência, isso é ilegal! É mau uso do dinheiro arrecadado dos impostos dos cidadãos! É uma vergonha, Presidente!
Skip to content