Escolha uma Página
Enquanto no Ministério da Defesa do Paraguai nenhuma fonte soube informar a respeito da “Operação Laçador”, na qual militares brasileiros simulam, a partir de hoje (16), um conflito com um país que assemelha-se ao Paraguai, Héctor Lacognata, chanceler paraguaio, demonstrou desconforto com a notícia.

“Há dois meses conversamos com o embaixador brasileiro e expressamos já nossa preocupação pelo volume de manobras e pela frequência, porque isso tem um efeito negativo para o comércio na fronteira e gera um ambiente muito negativo, não só para os paraguaios, mas também para os brasileiros”, afirmou.
Lacognata ressaltou, no entanto, que a realização da “Operação Laçador”, bem como outros exercícios militares previstos para o ano de 2009, fora informada, com antecedência, pelo governo brasileiro em documento entregue no início do ano. Leia mais.
Do blog SOPA BRASIGUAIA 
Comento:
Era de se esperar. Os leitores deste blog sabem que a situação geral da manobra, embora hipotética, tem tudo a ver com Itaipu. Confira meu comentário sobre o assunto, no post MEGA-OPERAÇÃO MILITAR TREINA DEFESA DE PRÉ-SAL E ITAIPU, MAS FAZ-DE-CONTA QUE NÃO.
Skip to content