Escolha uma Página
O Boeing 707 da FAB, conhecido como Sucatão, que comumente serve de aeronave de apoio às viagens presidencias, causou pânico à população de Porto Alegre, hoje á tarde.
O avião participa da Operação Laçador e decolou da Base Aérea de Canoas, sobrevoando a capital gaúcha durante dez minutos, a uma altidude de 1,5 mil pés, pousando no Aeroporto Salgado Filho.
Pela pequena distância, o trem de pouso não chegou a ser recolhido, o que, aliado ao ruído da aeronave de mais de quarenta anos e a fumaça da queima de combustível  causo grande preocupação aos populares.
Segundo A FAB, o vôo foi normal,  realizado dentro das normas de segurança.

Skip to content