Escolha uma Página
Do Jornal do Commercio
Crianças da quarta série de uma escola pública de Sapucaia do Sul (Região Metropolitana de Porto Alegre) usaram pó de giz para fingir serem traficantes e consumidores de cocaína durante brincadeira no recreio.
A brincadeira, que provocou apreensão no setor de educação da cidade, consistia em simular a venda de drogas dentro da sala de aula. Foi descoberta na semana passada por uma professora que percebeu a movimentação das crianças.
No lugar da droga, saquinhos eram enchidos com pó de giz. Os quatro alunos, com idade entre nove e dez anos, que participavam da brincadeira foram encaminhados à orientação pedagógica.
“As crianças não medem as consequências. Conversamos com eles sobre o significado do que estavam fazendo, se era aquilo que queriam da vida. Eles se surpreenderam”, contou Inacira Lopes, diretora da escola Getúlio Vargas.
Leia mais.
Skip to content