Escolha uma Página
A Justiça do Espírito Santo solicitou ao Comandante do 38º Batalhão de Infantaria, de Vila Velha, que disponibilizasse sala de Estado-Maior para garantir prisão especial a dois advogados presos durante a Operação Duty Free, da PF.
O Comandante, Tenente Coronel José Goes, argumentou ao magistrado as dificuldades que a unidade militar teria para atender o pedido, pelas as alterações no funcionamento que seriam necessárias, dificultando o cumprimento da tarefa constitucional. O juiz acatou as razões do oficial.
Já pensou se a moda pega? Vai faltar lugar nos quartéis para acomodar tanto preso com direito à prisão especial.
Skip to content